Seguidores

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Ao Teu Lado

Gosto de te ver assim
Caminhando contra o vento
Cabelo despenteado
Pele bronzeada, sorriso largo
Olhos de lince
Vou contigo aonde quiseres
Só pelo prazer de estar caminhando
Ao teu lado.
Geninha®
Quanta ternura tem teu olhar
Um brilho intenso
Que lê minha alma num breve piscar.
Geninha®
Seja como for
Aconteça o que acontecer
Podes ir embora se quiser
Mas não podes me impedir
De te amar.
Geninha®
Adeus

Só o que me restou
Foi dizer aquele adeus
Foi certo, na hora certa
Sem mágoas
Mas deixaste marcas eternas
Em minha alma.
Geninha®
De ti quero tudo
Quero todos os teus dias
Escritos em minha vida.
Geninha®
Encontro

Há um silêncio dentro de mim
Uma quietude intensa
Refletida em meus olhos
Selada em meus lábios
Preciso ficar assim
Quero me encontrar
De novo.
Geninha®
Este jeito moleque
Este sorriso maroto
Uma forma simples
De encarar a vida
Tudo em ti me fascina
Me ensina a ser mais leve
Comigo mesmo.
Geninha®
Luto

Sepultei este amor
Me despi deste luto
Lavei meu coração
Alvejei minha alma
Chega de sofrer
Dói demais.
Geninha®
Você Comigo

Olho teu corpo
Sobre nossos lençóis
Teu sono traquilo
Teu rosto sereno
Acaricio de leve teus cabelos
E sinto uma paz tamanha
Minha alma canta
E celebra a benção
De te ter aqui comigo.
Geninha®
Sonho de Amor

Em meu coração te guardei
Em minha alma te tatuei
Nada me fará te esquecer
Foste tu meu mais doce
Sonho de amor.
Geninha®
Esconderijo

Louco amor que sinto
Desarruma minhas emocões
Me faz sentir medo
Me deixa vulnerável aos teus encantos
E por não querer sofrer de novo
Se esconde, acuado, sem reação
Em um cantinho do meu coração.
Geninha®
Tempo

Bom seria se o tempo
Me desse tempo
Para ficar mais tempo
Agarrada ao teu corpo
Me deliciando com teus carinhos
Mas o tempo passa ligeiro
E me deixa com a triste sensação
Que ficas pouco tempo comigo
Tomara que o tempo
Te dê tempo para voltar
Sem tempo, nem hora de partir.
Geninha®
Nada Mais

Meu silêncio grita por ti
De uma forma insana
Desesperada
Meu coração sangra
Qual ferida aberta
Minha alma anseia
Sentir tua presença
Mas tudo em volta é solidão
Tão somente solidão
Nada mais...
Geninha®