Seguidores

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Triste Solidão

Lua no céu,vento na janela
Lareira acesa, frio na alma
Gélidos sentimentos
Que sufocam o peito
Fazem doer o coração
Fazem sofrer a alma
Só queria que estivesses aqui
Para não morrer afogada
Nesta triste solidão.
Geninha®
Minha Dor

Minha dor é não poder te falar
Desta marca que deixaste em mim
Pois já nem sei mais de ti
Passaste feito um temporal
Que molhou meu coração
Fez estragos em minha alma
Agora nada mais importa
Preciso me recompor
Jogar fora esta dor
E voltar a sorrir.
Geninha®
Pressa

Faças o que quiseres
Com este amor
Está tudo em tuas mãos
Abrace-o ou joque-o ao vento
A decisão é tão somente tua
Só tu podes decidir
Mas não te demores
Tenho pressa de ser feliz.
Geninha®
Um Minuto

Apenas um minuto
Para dizer que te amo
Para te fazer sentir
A intensidade deste amor
Apenas um minuto
Nada mais.
Geninha®
Centelha

Luz da minha vida
Centelha que ilumina
Minhas madrugadas quentes
Envoltos em lençóis macios
Nossos corpos reluzem
Destilam sensualidade
E nesta doce fusão
Nos tornamos uma só alma
Em ardentes momentos de amor.
Geninha®

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Primavera

Chegam as flores colorindo os campos
Pintando os jardins,alegrando a vida
Fazendo cantar os pássaros
Despertando romantismo
Enfeitantando os cabelos das meninas
Flores são presentes
Que fazem nascer o sorriso
Em meio ao abraço dos amantes
Flores,lindas, vivas, multicores
Enfim , é primavera!!
Geninha®
Dor de Amor

No peito um coração
Sufocado,apertado
Nos olhos um olhar
Frio, morto
Nas mãos uma esperança
Perdida, vencida
Pelo cansaço de esperar
Por um amor que não virá
Preciso me curar desta dor
Me libertar, voltar a viver.
Geninha®
Pôr do Sol

O sol ainda não chegou
Mas o que importa?
Se a insônia me consumiu a noite toda?
Teu rosto na lembrança
No meu corpo tuas marcas
Teu cheiro, teu perfume
Vou esperar pelo sol
Quem sabe ele ilumine
Meu dia e meu coração
E faça com que eu te esqueça
Pelo menos até ele de novo se pôr.
Geninha®
Instante Mágico

Descanso minha cabeça em teu peito
Tuas mãos me enlaçam suavemente
Ouço as batidas do teu coração
Uma paz intensa nos envolve
Entre nós se faz um silêncio
Gostoso de se ouvir
E é neste instante mágico
Que nossas almas se falam.
Geninha®
Esperança

A minha alma se levanta
Voa um vôo razante
Entre os labirintos dos meus pensamentos
Sonda-me por inteira
Descobre que só penso em ti
Que moras dentro do meu coração
E em vão tenta me convencer
Que preciso te esquecer
Sem resposta, volta
E de novo se deita na esperança
De que um dia eu me atente
E deixe de te amr tanto assim.
Geninha®
Encantamento

Encantam-me estes teus olhos negros
Que deitam sobre meu corpo nu
E sutilmente me devoram
Penetram em minha alma
Ah! Estes teus lindos olhos
Que me chamam e me levam
Sempre para os braços da alegria.
Geninha®
Tudo

Podes tirar tudo de mim
Tirar minha paz, meu sorriso
Minha alegria

Mas não podes nunca
Tirar de dentro de mim
O amor que sinto por ti.
Geninha®
Sem Saber

Vivo com o peito apertado
Com um sentimento sem noção
Sonho sempre contigo
Acordo chorando sem saber
O que me faz sentir assim
Tudo passou
Só seu desprezo restou
Então me pergunto toda hora
Porque ainda vives em mim
Porque ainda estás aqui comigo
Presente em tudo que faço e penso ?
Isto só me faz ter cada dia
A forte certeza
Que és meu amor eterno
Minha alma gêmea
Longe dos meus olhos
Mas dentro do meu coração.
Geninha®
Simplesmente

Tão simples, tão singular
É este amor que trazes no peito
Simples como sol de verão
Como flor na primavera
Como chuva que enche o rio
E por ser tão simples
Simplesmente é um amor
Formoso, exuberante
Que salta dos teus olhos negros
Que brota em tua pele morena
E vem sempre de encontro
Ao meu coração
Que nunca se cansa de te amar.
Geninha®
Paraíso

Além do horizonte
Em um jardim encantado
Mora a felicidade
Fecho meus olhos ,crio asas
E em um vôo calmo, tranquilo
Te pego pela mão
E te levo para viver
Comigo num paraíso
Chamado amor.
Geninha®

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Versos Tristes

Linhas tortas, mortas
Tristes, agonizantes
Palavras embrulhadas
Em desencanto e saudade
Versos tristes
Lamentos da alma
Compõem a poesia de um amor
Que passou por mim
Um dia.
Geninha®
Entre Nós Dois

Entre eu e ti
Nada se entrava
Tudo flui naturalmente
Não cabe entre nós
Sentimentos tristes
Entre eu e ti
Só há espaço para a alegria
De viver plenamente
Um doce e terno amor.
Geninha®
Segredos

Tiro os pés do chão
Flutuo em um transe gostoso
Quando teus lábios
Tocam docemente os meus
E sunsurras palavras doces
Ao meu ouvido
Segredos de nós dois.
Geninha®
Tradução

As palavras brotam em mim
Saltam fazendo acrobacias
Leves , suaves , soltas
Como plumas ao vento
Falam de amor,falam de ti
Te traduzem em versos
Doces versos de amor.
Geninha®

terça-feira, 7 de setembro de 2010

És Amor

Caem sobre a folha branca
Palavras soltas, envoltas
Por um sentimento intenso, louco
Uma a uma tento ordená-las
E fazer brotar uma frase
Que possa te traduzir melhor
Então me perco
Num amontoado de palavras
Que de nada servem
Minhas mãos buscam, procuram
E vejo que apenas uma te resume
E é aí que entendo que és
Unicamente, tão somente Amor.
Geninha®
A Noite

As vezes tenho medo da noite
Que tudo esconde
Encobre com um véu negro
Cidades, casas, coisas, pessoas
A noite é mistério, é segredo
E esta solidão que se faz presente
Que me atenta para tua ausência
Me faz sentir medo do silêncio
Silêncio que habita a noite
E minha alma também
E para não me perder nesta escuridão
Fecho meus olhos para ela
E te imagino aqui comigo
Então adormeço sozinha
Em mais uma noite sem teu abraço.
Geninha®
Vento, ventania
Leve para bem longe esta solidão
Que habita minha alma fria
Traga de volta meu amor
Que se foi sem nada dizer
E levou com ele minha alegria.
Geninha®
Como Te Gosto

Como gosto de ti
Menino dos olhos negros
Este teu riso gostoso
Faz teu rosto se iluminar
Este teu jeito alegre
De viver a vida
Me encanta , me fascina
És sedução,amor
Calor, paixão.
Geninha®
Não Fale Nada

Agora prefiro teu silêncio
Ele fala tudo que preciso ouvir
Apenas me olhe nos olhos
Deixe teu coração assim
Bem pertinho do meu
Eternize este momento
Há tempos não ficávamos
Tão entregues a este amor
Há tempos não éramos
Tão felizes.
Geninha®
Nada Importa

Quero todo teu amor
Sentir teu calor
Misturar nossos corpos
Nossas vidas, nossas almas
Em um gostoso coquetel
De sentimentos ,de alegria
Juntos até um dia
Bem distante ou bem pertinho
Isto não importa
Porque hoje só quero
Teu amor, teu carinho
Geninha®
Aos Teus Pés

Joquei minhas amarguras
Meus deseganos aos teus pés
Não mais me bastava
Tuas migalhas de amor
Ficaste sem ação, atônito
Mas aos teus pés estavam
Além dos meus desenganos
Meu amor por ti também
Sofrido, machucado , doído
Dei fim a minha tristeza
Encarei de frente a vida e parti
Com a certeza que em algum lugar
Eu acharei conforto e descanso
Para este meu coração.
Geninha®
Luz da Minha Vida

Aura clara, transparente
Que te envolve por inteiro
És tão somente claridade
Luz da minha vida
Sol do meu coração
Quando me abraça então
Fico assim iluminada, encantada
Radiante de amor, salpicada de paixão.
Geninha®
Tão Depressa

Na foto teu sorriso
Ainda vives nas minhas lembranças
Tudo aconteceu depressa demais
Mas não posso dizer que não valeu
Pois trouxeste para minha vida
Uma alegria que eu jamais sentira
Me fizeste ver a vida com alegria
E é este teu sorriso
Que guardo comigo
Para onde quer que eu vá.
Geninha®
Estrelas do Pensamento

Espalho sonhos pela imensidão
Deste céu azul
Sonhos são estrelas do pensamento
Voam soltos , vão além
Tiram a gente do chão
Cada sonho tem seu brilho
Alguns são eternamente sonhos
Outros brilham tão intensamente
Que se tornam realidade
E trazem para vida
Felicidade.
Geninha®
Não Te Vás

Não te vás , amor meu
Sem ti serei náufrago
Sem rumo, sem direção
Pois és tu meu norte
Meu ponto de equilíbrio
Meu porto seguro
Fique no carinho do meu abraço
Te prometo amor eterno
Faço de ti meu rei
Faço tudo que quiseres
Mas não te vás, amor meu
Não me deixe de novo sentir solidão.
Geninha®