Seguidores

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Sonho de Papel

Me sentia fraca, frágil
Foste chegando de mansinho
Me prometeste o céu
E então em teus braços me atirei
Passaram -se os dias
O tempo correu, morreu
E o céu que me prometeste
Nunca saiu do papel.
Geninha®
Melancolia

Uma melancolia intensa
Deitou-se sobre minha alma
Sufocou meu coração
Fez brotar lágrimas dos meus olhos
Que tristes e sem brilho
Buscam desesperadamente uma saída
Onde errei?? Não sei
Estou aqui perdida sem teu amor
Preciso urgentemente me encontrar
E assim voltar a viver
Mesmo que seja sem ti.
Geninha®
Uma lágrima teimosa caiu
Molhou, manchou o verso de amor
Que fiz pensando em ti.
Geninha®

Agora somos só nós
Eu e a solidão
Travando uma insana briga
Pois meu coração não se acostumou
A ficar sozinho.
Geninha®
Perdida

Preciso ficar assim
Quietinha, sozinha
Sem cobranças, sem espanto
Quero, almejo tanto
Encontrar minha paz perdida
Num dia destes qualquer.
Geninha®
Calado

Não fale nada,prefiro que se cale
Nada que me disseres
Me fará de novo enxergar
O homem que um dia me prometeu
O paraíso.
Geninha®
És meu, sou tua
Assim estava escrito
E assim sempre será
Simples assim
Geninha®
Deixes teu coração falar
Não sufoque seu grito desesperado
Que me chama o tempo todo.
Geninha®

domingo, 28 de novembro de 2010

Chega de ilusão !
Tranquei no peito meu coração.
Sem direito a queixas ou reclamação.
Sem condicional.
Ficará assim até aprender
Que se deve ter cuidado
ao se entregar.
Geninha®
Sou aquela lágrima
que teima em cair,
quando de súbito
te pegas pensando
em mim.
Geninha®
Tudo Passa

Tudo passa , tudo se esvai
Passa a dor, a decepção
Passa o sofrimento, passa o tempo
Tudo passa, tudo tem fim
Só meu amor por ti é eterno
Dentro de mim
Geninha®
Só queria voltar no tempo.
Congelar momentos
Mas o tempo passou e
agora estou aqui,
perdida sem ti.
Geninha®
Hoje só quero descansar
minha alma,
ficar assim quietinha,
não pensar em ti,
nem pensar em mim.
Geninha®
O amor é carinho, paixão,
respeito, liberdade.
Se não for assim,
então não é amor.
Geninha®
Sinto saudades de ti,
falta daquele teu jeito meio sem jeito,
do teu amor incondicional
que a mim tu dedicavas.
Mas o tempo passou e
te levou para longe
do meu coração.
Geninha®
Quero a paz de um sorriso,
a ternura de um abraço.
Quero toda a alegria do
mundo explícita
em meu olhar.
Geninha®
Não tivemos culpa,
o tempo se encarregou
de deixar o amor ir embora.
Melhor assim !
Geninha®
Ás vezes é preciso ficar só,
apenas com a gente mesmo,
dar liberdade para nossa alma,
não ficar o tempo todo à mercê
de desejos alheios.
Geninha®
Depois da tempestade,
sinto o vento fresco da
liberdade que levemente
me acaricia. Adoro ficar
assim,alma livre,
feito sabiá.

Geninha®

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Me despi de pudores
Me cobri com tua pele
E suavemente senti
Teu amor me invadir
Por inteiro.
Geninha®
Corpos que se abraçam
Se tocam, não se cansam
Força descomunal, avassaladora
Que move, arrebata
Dois corações que se amam.
Geninha®
Poesia

Céu claro de pensamentos
Luz que irradia em palavras
Como magia navega no coração
E faz nascer uma linda poesia
Poesia que fala de amor
Poesia que fala de ti.
Geninha®
Vida

Vida , vivida
Amada, sonhada
Vida nos teus olhos negros
Nos teus beijos quentes
No calor do teu abraço
Vida repleta de sonhos
Inteiramente idealizados
Por nós dois.
Geninha®
Teus Caminhos

De ti sei todos os desejos
Do teu corpo conheço
Todos os caminhos
Realizo tuas fantasias
Te faço ir aos céus em segundos
E adormeces agarrado ao meu corpo
Para depois acordar sorrindo
E me dizer entre risos
Te Amo Meu Amor!
Geninha®
Sagrado

Sentimento alucinado
Ansioso, sagrado
Que corre pelas veias
Aperta o peito,alucina a mente
Invade toda a consciência
E me deixa todo tempo
O tempo todo pensando
Em ti.
Geninha®
Loucura

O grito ensurdecedor deste silêncio
Me aterroriza a alma,fico sem paz
Fico sem alento
Sem ti sou sombra
Que tem medo da noite
Que não suporta o dia
Desprovida de esperanças
Morro lentamente
Pois sei que não mais voltarás
Para devolver minha vida perdida.
Geninha®

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Anjo

Dentro de mim mora um Anjo
Que sunsurra palavras doces
Ao ouvido de minha alma
Acaricia meu coração
Nas noite insones e frias
Quando a solidão me maltrata
Me acalma quando a vida briga comigo
Este Anjo nunca me abandona
Vive cantando e feliz
Este Anjo se chama Esperança.
Geninha®
Declaração

Em uma folha branca
Depositei meus sentimentos
Expostos, revelados em palavras
Francas , sinceras, puras
Meu coração se aquietou
Mesmo não sabendo o que farás
Sabes agora de toda minha dor
De toda minha tristeza
De todo meu amor
Me libertei, não vou mais chorar
A vida nasce a cada amanhecer
Preciso e vou renascer com ela.
Geninha®
Frieza

Frias são as palavras
Que brotam de tua boca
E que se chocam com o calor
Deste amor que sinto por ti
Trazendo para meu coração
Um silêncio profundo, vasto
No qual me afogo
Entre ais e lágrimas.
Geninha®
Vontade

Estou assim meio sem mim
Com o coração nas mãos
Com o peito apertado
Com uma vontade de voar
Libertar minha alma
Conhecer novas paragens
Tomar banho de mar
Andar sem destino, sem pressa
Olhar o sol se pôr
Não ter que ficar aqui
O tempo todo pensando em ti.
Geninha®
Alma Gêmea

Alma gêmea de minha alma
Que sempre me acompanha
Estamos ligados pelo elo
Do amor e da eternidade
Meus pensamentos são teus
Te busco, te acho
Mas não vives para mim
Trilhamos caminhos diferentes
Impostos por escolhas
Por fatos, relatos insanos
Mas sei que nunca nos perderemos
Nascemos um para o outro
Almas gêmeas que sempre se procurarão
Por toda eternidade.
Geninha®
Quero teu colo
Quente , seguro
Só para descansar
Minha alma
Que num dia triste
Te deixou partir.
Geninha®
Magia

Magia é te olhar nos olhos
É tocar de leve tua face
È sentir tua respiração
Magia é deitar no teu corpo
Em um instante de amor
Magia é te amar
Sem pressa,nem hora de acabar.
Geninha®

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Lembrança

Me atenta a visão
Para um deus dos meus sonhos
Que passa por mim
E me olha displicente,com malícia
Sorri um sorriso maroto
E me deixa com a doce sensação
Que não me esquecerá
O dia todo.
Geninha®
Sem Tempo

Queria ainda ter tempo
Tempo para dizer-te
Tudo que ainda não disse
Mas o tempo é cruel
Passa ligeiro, voa
E leva com ele minhas palavras
Então fico perdida no tempo
E ele para meu desespero
Te leva cada dia
Para mais distante de mim.
Geninha®
Determinação

Quero seguir meu caminho
Sem olhar para trás
Nem ficar a lamentar fatos passados
Quero seguir sem medo algum
Idealizando meus sonhos
Com a alma voltada sempre
Para onde nasce o sol.
Geninha®
Gostoso

Doce é teu beijo
Gostoso de provar
Amoroso é teu abraço
Gostoso de aconchegar
Intenso é teu amor
Gostoso de amar.
Geninha®
Sempre que te olho
Fico assim tão feliz
Pois vejo todo teu amor
Estampado em teu rosto
E refletido nos teus olhos negros.
Geninha®
Minha Paz

Teu amor é luz
É meu sol de cada dia
Que brilha dentro de mim
Mesmo quando nuvens negras
Se aproximam
A força do teu amor
Dissipa, limpa, leva para longe
A tempestade da tristeza
Que teima em se abater
Sobre minha alma
Teu amor é tudo
Teu amor é vida
É Paz!
Geninha®
Sonho Lindo

Sonho um sonho lindo
Pairo sobre um céu de estrelas
Te vejo sorrindo,teus olhos me chamam
Tuas mãos quase me tocam
Sinto que posso viver tudo
Que não pude viver contigo
Meus sentimentos estão à flor da pele
Não posso deixar-te partir
Preciso que fiques aqui
Comigo , neste sonho lindo.
Geninha®
Reconhecimento

Hoje já não te reconheço
Mudaste teu jeito
Afloraste em ti a indiferença
Teu semblante se tornou triste
Carrega no peito tantas mágoas
Quisera te olhar novamente
E enxergar o homem perfeito
Que amei um dia.
Geninha®
Pensando em Ti

Qual terra lavrada
Ficou este meu coração
Com vincos profundos
Úmidos de dor e tristeza
Desde que partistes
Naquela madrugada fria
Muda e sem forças para suplicar
Me deixaste afogada num mar de lágrimas
E hoje aqui olhando teu retrato
Sinto um misto de amor e ódio
E me pergunto indgnada
Por que ainda penso tanto em ti?
Geninha®
Bem Querer

Bem me quer, eu sei disso
Então não desfolhe o mal me quer
Pois sei que se o fizeres
Ficarás intrigado , desconfiado
Sem saber se bem te quero
E então depressa me procurarás
Querendo meu abraço
Meu beijo ,meu carinho
Me pedindo para te dizer baixinho
Que te amo para sempre
E que nunca te deixarei
Sozinho.
Geninha®

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Triste Solidão

Lua no céu,vento na janela
Lareira acesa, frio na alma
Gélidos sentimentos
Que sufocam o peito
Fazem doer o coração
Fazem sofrer a alma
Só queria que estivesses aqui
Para não morrer afogada
Nesta triste solidão.
Geninha®
Minha Dor

Minha dor é não poder te falar
Desta marca que deixaste em mim
Pois já nem sei mais de ti
Passaste feito um temporal
Que molhou meu coração
Fez estragos em minha alma
Agora nada mais importa
Preciso me recompor
Jogar fora esta dor
E voltar a sorrir.
Geninha®
Pressa

Faças o que quiseres
Com este amor
Está tudo em tuas mãos
Abrace-o ou joque-o ao vento
A decisão é tão somente tua
Só tu podes decidir
Mas não te demores
Tenho pressa de ser feliz.
Geninha®
Um Minuto

Apenas um minuto
Para dizer que te amo
Para te fazer sentir
A intensidade deste amor
Apenas um minuto
Nada mais.
Geninha®
Centelha

Luz da minha vida
Centelha que ilumina
Minhas madrugadas quentes
Envoltos em lençóis macios
Nossos corpos reluzem
Destilam sensualidade
E nesta doce fusão
Nos tornamos uma só alma
Em ardentes momentos de amor.
Geninha®

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Primavera

Chegam as flores colorindo os campos
Pintando os jardins,alegrando a vida
Fazendo cantar os pássaros
Despertando romantismo
Enfeitantando os cabelos das meninas
Flores são presentes
Que fazem nascer o sorriso
Em meio ao abraço dos amantes
Flores,lindas, vivas, multicores
Enfim , é primavera!!
Geninha®
Dor de Amor

No peito um coração
Sufocado,apertado
Nos olhos um olhar
Frio, morto
Nas mãos uma esperança
Perdida, vencida
Pelo cansaço de esperar
Por um amor que não virá
Preciso me curar desta dor
Me libertar, voltar a viver.
Geninha®