Seguidores

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Realização

Segui meu coração
Não titubiei
A certeza bateu forte
Eras uma doce visão
Anjo, menino, homem
A ti entreguei meus sonhos
Me ensinaste a voar
Além do arco-íris
Colorindo assim a minha vida
Me deixando saborear
Uma felicidade intensa
Com gosto de amor realizado.
Geninha
Sensível

Sensibilidade à flor da pele
Que me faz perceber
Em pequenos gestos teus
O amor que tens no coração
Basta tão somente um olhar
Para que eu possa te ler
Pelo direito e pelo avesso.
Geninha
Revoada

Minha alma é passarinho
Que em uma revoada
Fez ninho em teu coração
Se aquietou
Parou para descansar
Mas sempre olha para o horizonte
Não esqueceu de voar.
Geninha
Um Lugar

Quero um lugar
Onde o sol brilhe
O mato seja verde
A água seja pura
O teu amor me aqueça
E eu adormeça
Em uma paz infinita.
Geninha
Aquarela

Um arco-íris pintou minha vida
Fiquei toda colorida
Pois trouxeste contigo
Sentimentos multicores
Sou agora uma aquarela de amor.
Geninha
Conclusão

Tomara que ainda haja tempo
Meu coração se sente cansado
Esperar não é meu forte
Então se ainda me queres
Voltes
Antes que eu conclua
Que fazes parte do meu passado.
Geninha
Agradecimento

A vida pulsa em mim
A cada amanhecer renovo minhas emoções
Perdôo todos teus erros
E me perdôo também
Agradeço pelo sol que me aquece
Pela chuva que me refresca
Não deixaria jamais de agradecer
Pelo teu amor
Que dá paz aos meus dias.
Geninha

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Permisão

Tortura é ficar sem expectativas
Sem sonhos, sem motivos
Não me permito ficar assim
Sou sonhadora nata
E é este dom que me move
Me dá esperança
A cada amanhecer.
Geninha
Tua voz é música para meus ouvidos
É acalento para minha vida
Se não falas comigo
O barulho do silêncio
Se torna insuportável.
Geninha
Elo de Amor

Ligada a ti minha alma te segue
Vai contigo por todos os caminhos
Não te perde de vista
Tênue elo que nos une
Vivo uma angústia tamanha
Com receio que um dia ele se rompa
Pois não queres saber
Que sigo contigo
Mesmo sem ter teu amor.
Geninha
Cuidado

Tome, venha,pegue
Meu coração em tuas mãos
Não te assustes se ele chorar
Está machucado
Feito sabiá de asa quebrada
Preso neste peito meu
Se atormenta, se desespera
E sempre me confidencia
Que precisa de ti
Para de novo encontrar alegria.

Geninha
Mudança

Mudei meu jeito
Cansei de chorar
Cansei de sofrer
Te arranquei do meu peito
E te joguei ao vento
E agora só peço aos céus
Que a saudade 
Não arrebata meu coração.
Geninha
Minha alma brinca
Meu coração dança
Meu olhar se ilumina
Quando chegas
Trazendo teu amor nas mãos.
Geninha
Infinitamente

Amo teu jeito
Teus modos, tuas manias
Amo tuas virtudes
Entendo teus defeitos
Te amo inteiro, sem meios termos
Te amo infinitamente.
Geninha
Minha alegria 
É te ver sorrindo
É te abraçar apertado
É ouvir teu coração
Me chamando para ficar
Assim pertinho de ti.
Geninha

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Mais uma vez

Nua, vestida de alegria
Te espero
Não demores
Traga nas mãos
Tão somente teu desejo
E no peito uma vontade
De me amar outra vez
Geninha
Nosso Amor

Nosso amor é lua
È céu , estrela
É chuva de carinho
Que nos molha por inteiro
É sol ardente de desejos
Que nos envolve, nos aquece
E nos deixa completamente
Entregues um ao outro
Todos os dias, sempre
Numa sintonia plena
Com a felicidade.
Geninha
No Teu Corpo

Deitada contigo
Não penso em nada
Jogo fora minhas dores
Dou um fim aos meus problemas
Me aconchego no teu peito
Que me acolhe com ternura
Me dá paz, segurança
Amo ficar assim
Protegida no calor do teu corpo.

Geninha
Felicidade

Em um dia qualquer
Sem hora marcada
Sei que encontrarei a felicidade
Que anda distante
Trilhando outros caminhos
Que ainda não cruzaram com os meus
Mas meu coração nunca perde a esperança
E não me deixa desistir
Sei que hei de encontrá-la
Pois ela também procura por mim.

Geninha
Aonde Quer que Eu Vá

Aonde quer que eu vá
Vou te levar 
Guardado em meu coração
Nada me fará te esquecer
Levo comigo teu sorriso
Teu olhar, teu beijo
Teu gosto, teu cheiro
Preciso deste amor
Para respirar.
Geninha
Rendenção

Desceram os anjos
Caíram estrelas 
Salpicando nosso caminho
A lua se fez clara
Todo o universo
Se rendeu ao nosso amor.
Geninha
Desespero

Grito aos céus
Preciso de forças
E em uma prece fervorosa
Confesso minha fragilidade
Diante deste quadro
Sem cor, sem matizes
Tua ausência fez tudo escurecer
Quero luz, muita luz
Para não ficar assim
Entregue à tristeza.
Geninha
Para que nunca sofras

Quisera ter a força das marés
Para arrastar toda dor
Que porventura se abata sobre ti
Quisera ter o calor do sol
Para aquecer tua alma
Quando sentires o frio da solidão
Quisera ter o brilho do sol
Para iluminar teus passos
Nas noites solitárias e insones
Quisera ter o poder
De nunca te deixar sofrer.
Geninha
Solidão e Poesia

A noite traz a sombra
Que me apavora
Por estar sem ti
A insônia me domina
Pensamentos loucos
Tomam conta da minha mente
O sol demora a nascer
Meu remédio é escrever
Transformar esta solidão
Em poesia.
Geninha
A Volta

Voltei porque sem ti
Mergulhei em um mar de solidão
Morri para a vida
Fiquei sem mim
Só preciso do teu abraço protetor
Do teu beijo quente
Para de novo voltar a viver
Então meu Anjo
Me abrace, por favor!
Geninha