Seguidores

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Meu Vôo

Jamais renunciarei meu vôo
Para satisfazer teus propósitos
Tenho sangue quente e alma livre
Deliberei não registrar em minha mente
A insanidade dos teus sentimentos
Que me quer presa e submissa
Nunca me curvarei diante de ti
Amo-te , bem sabes disso
Se realmente me queres
Em um momento oportuno
Entenderás que podes cativar meu coração
Mas nunca cortar minhas asas.
Geninha®

Nenhum comentário:

Postar um comentário