Seguidores

domingo, 27 de setembro de 2009



Quando Somes

Tens um jeito de menino
Cabeça sem juízo
Brinca de amor
Realiza meus sonhos
Me deixa sem ação
Sôfrega, delirante
Diante de tanto êxtase
Me faz sentir mulher
Me leva ao céu
Na mesma proporção
Me rebaixas ao inferno
Quando somes de mim.
[Geninha]

Nenhum comentário:

Postar um comentário