Seguidores

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Fénix

Jamais quis acreditar
Nem tão pouco encarar
A realidade dura e fria
Que subitamente se desenrolava
Como uma cortina negra
Diante dos meus olhos perplexos
Tua ausência me causava pânico
Um medo incontido, uma solidão congelante
Busquei refúgio nas lembranças
Li e reli teus escritos,dormi com a saudade
Agarrada ao teu travesseiro
Como uma criança desprotegida
Até que meu coração desesperançoso
Pediu arrego.
O cansaço bateu forte, me fazendo acordar
Daquele aterrorizante pesadelo
E assim olhar a vida e renascer das cinzas
Pronta para de novo voltar a amar.
Geninha®

Nenhum comentário:

Postar um comentário