Seguidores

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Esperança Minada

Chuva fina, rua deserta e ela
nem percebe nada, só quer
fugir dali.
Passos apressados, sem direção,
confusão de sentimentos.
Lágrimas que rolam pela face,
desilusão e dor.
Um buraco enorme no coração,
que engole todos seus sonhos.
Ele não tinha o direito de lhe minar
as esperanças, fora falso e isto doía
demais.
Geninha®

Nenhum comentário:

Postar um comentário