Seguidores

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Incomensurável Amor

Em um esforço supremo
Tento em vão não pensar em ti
Angustia minha alma
As lembranças que deixaste
Teu cheiro em meus lençóis
Teu gosto em minha boca
O som da tua voz ecoando
Em meus ouvidos
Me levando ao desespero
Choro copiosamente
Meu corpo dói, se contrai
A noite cai
E o silêncio se torna insuportável
Só eu sei a falta que me fazes
Incomensurável amor
Que me jogou neste maldito
Mar de sofrimentos.
Geninha®

Nenhum comentário:

Postar um comentário