Seguidores

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Preguiça de Mim

Sem vontade de nada, sem
ânimo algum.
Alma inquieta, preguiça de mim.
Acordei depois de um longo e
tumultuado sono, encarei a vida,
sem ao menos abrir a janela.
Mas nem dei bom dia a nada,
nem a ninguém.
Prefiro ficar aqui acompanhada
das lembranças daquele dia,
que aconchegada em teus braços
achei que nunca teria fim.
Geninha®

Nenhum comentário:

Postar um comentário